sexta, 20 de maio de 2022

Visão 2013

24 Janeiro 2022

GESEL na mídia: Comercialização de ativos nacionais de energias renováveis tendem a crescer daqui pra frente

O Pátria Investimentos fechou um acordo para compra das usinas hidrelétricas da britânica ContourGlobal no Brasil, pelo valor de R$ 1,73 bilhão (US$ 313 milhões, incluindo dívidas), sendo R$ 898 milhões (US$ 162 milhões) pelo capital em si. Os ativos negociados têm capacidade instalada de 168 MW. A operação, prevista para ser concluída no segundo trimestre, foi um primeiro passo dentro do plano da ContourGlobal de monetizar seus ativos de energias renováveis no mercado brasileiro. A alienação dos ativos faz parte da estratégia da empresa de aumentar o seu valor de mercado e destravar valor para os acionistas. Nesse sentido, a britânica também pretende vender, no primeiro semestre, seus parques eólicos no Brasil. O Pátria tem exclusividade na transação. Com a aquisição dos ativos da ContourGlobal, o fundo amplia a carteira de renováveis. Para o coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Nivalde de Castro, a aquisição reforça o interesse do Pátria por renováveis e mostra a liquidez do mercado nacional. Segundo ele, o país está bem posicionado na atração de investidores por ter um “marco regulatório consistente”. A previsibilidade de receitas do setor também contribui para dar liquidez aos ativos. O professor acredita que compras e vendas de ativos renováveis tendem a crescer, conforme as companhias definem estratégias na transição energética. “As renováveis estão ganhando uma importância grande na transição energética, os ativos têm se valorizado, então movimentos desse tipo se tornam naturais". (Valor Econômico – 21.01.2021)

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo: